sexta-feira, 7 de maio de 2010

Recomendação: Wolfmother

O título da sessão ja deve falar po si só, mas ainda assim vou explicá-la.

Essa sessão será composta por…Recomendações, o que é um pouco diferente das críticas pois é algo que realmente gostamos e queremos compartilhar com você, hoje, no caso, é um banda, mas pode ser um filme, uma série, um livro, uma história em quadrinhos ou, sei lá, qualquer coisa.

Não será nescessáriamente algo totalmente desconhecido, como um filme iraquiano que só foi exibido um vez no festival de cinema do Kuwait com legendas em polonês, e nem totalmente conhecido e “novo” como uma banda qualquer que é a nova onda da galera. Será apenas o que gostamos, e pronto.

E é óbvio que você irá adorar tudo o que recomendarmos aqui.

E, a recomendação de hoje, é Wolfmother.

Confesso que fiquei em um dilema, não sabia se colocava o vídeo agora, e falava depois da banda, ou correria o risco de fazer propaganda e, quando enfim você fosse escutar a música, detestasse.

Mas escolhi correr o risco, porque eu não conseguiria não falar do vídeo em si se escrevesse depois dele, e também você poderia muito bem detestar a música e nem terminar de ler o meu simpático post.

Confesso também que, avaliando um pouco os leitores, fiquei em dúvida se deveria ou não indicar essa banda, mas acho que vocês deveriam dar uma chance a ela, se já não a conhecem, uma vez que ela não é totalmente desconhecida.

Eu conheci Wolfmother no Guitar Hero, acho que o 2, escutei o riff destruidor e simples de Woman e fiquei meio perdido com a sonoridade da banda, ela soa exatamente como uma banda de rock clássico, como Led Zeppelin ou AC/DC, mas tem uns elementos, um tanto inexplicáveis que a torna algo totalmente contemporâneo.

Exatamente, Wolfmother consegue ser uma banda “nova” de rock, mas de rock mesmo. Não é como essas outras que misturam um milhão de elementos, não que elas sejam ruins, mas é louvável ver uma banda contemporânea “de raiz” e que, ainda assim consegue inovar.

Os caras do Wolfmother que, no fim do ano passado lançaram seu segundo disco, bizarramente intitulado Cosmic Egg, parecem realmente interessados em apenas tocar rock e beber cerveja, e não em chamar atenção, serem bonitos ou aparecerem na MTV, embora eventualmente dessem as caras por lá na época que eu assistia aquilo.

As músicas do Wolfmother são uma viagem, cheias de energia, melodias e riffs cativantes e guitarras doentias.

Enfim, se você está com vontade de escutar um bom rock, mas rock de verdade mesmo, que soe novo e ao mesmo tempo seja recheado de nostalgia, vai adorar Wolfmother.

Aliás, acredito que você vai adorar de qualquer jeito, porque os caras são muito fodas.

Ja conhecia a banda? Adorou e virou super fã? Achou uma merda desprezível e execrável? Conhece uma banda um milhão de vezes melhor e quer que comentemos sobre ela? Um filme? Enfim, mande sua sugestão, vai que a gente goste. Ou deteste né. Enfim, se merecer (para o bem ou para o mal) um lugar aqui, sua sugestão com certeza o terá.

Resumindo, comente, seu infeliz.

4 comentários:

Flavia Proença disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flavia Proença disse...

é uma banda boa caras, acreditem!! õ/
Dá vontade de sair pulando fazendo a vassoura de guitarra e imitando os riffs =p

GuiHh Clariano disse...

Muito legal a música....UoooLll

Rafael disse...

Ah, gostei, legal! Se quiserem comentar, tem uma banda que gosto muito que se chama iLiKETRAiNS...
Abraço